Câmara de Bayeux reconhece como utilidade pública a ONG Irmã Geni e aprova Título de Cidadania para Zezito da Banca

por Maryjane Costa | Publicado em 24/11/2022 às 12:00

Câmara de Bayeux reconhece como utilidade pública a ONG Irmã Geni e aprova Título de Cidadania para Zezito da Banca

Dez pareceres e Projetos de Lei do Executivo, 12 requerimentos e um Projeto de Decreto Legislativo. Esse foi o balanço das matérias aprovadas pelos vereadores da Câmara Municipal de Bayeux durante a sessão ordinária desta quinta-feira (24). Entre os temas dos projetos estão educação, infraestrutura e social. A sessão foi comandada pelo presidente da Casa Severaque Dionísio, vereador Noquinha (PTC), e secretariada por Val da Nordece (Republicanos) e Dani Dantas (Cidadania).

 

Integrando o grupo de matérias em destaque desta quinta está o PL nº 03/2022, de autoria do vereador Nildo da Casa Branca (PTB), que dispõe sobre o reconhecimento de Utilidade Pública da Organização não Governamental Irmã Geni, liderada pelo repórter ‘Careca tá de Olho’, que ajuda diversos moradores em situação de vulnerabilidade. Devido sua importância para a área social, o projeto foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares da Casa.

 

Também em destaque esteve a aprovação do projeto de Decreto Legislativo nº 10/2022, que dispõe sobre a concessão de Título de Cidadão Bayeuxense para José Vicente Gomes da Silva, popularmente conhecido como Zezito da Banca, ex-secretário do município que há cerca de 40 anos trabalha e participa ativamente da vida política, social e empresarial da cidade, construindo, assim, uma legião de amigos e sempre estando atento para ajudar os mais necessitados. 

 

“Quero parabenizar Zezito da Banca e o vereador Nildo da Casa Branca pela propositura. Zezito é uma das pessoas de grande importância e que tem contribuído e muito com a nossa cidade. Ele é merecedor desse título”, enfatizou o presidente Noquinha. Demais pares da Casa também subiram na tribuna para destacar a contribuição de Zezito para o crescimento de Bayeux.

 

A Casa ainda aprovou por unanimidade os PLs de autoria de Hermerson Caminhoneiro (PP), que assegura a preferência de vagas para irmãos no mesmo estabelecimento de ensino público; cria a Política Municipal de Educação Financeira, no âmbito rede pública; e o que inclui no calendário de comemorações oficiais do município a Semana Municipal da Longevidade. Também foi aprovado o PL nº 74/2022, de autoria da vereadora Ró de Dedeta (PL), que denomina a Rua Projetada C, no Conjunto Aratu, de Adailton Aprígio do Nascimento.

 

Já entre os requerimentos foram aprovados os de autoria de Abel Micena (PP) para operação tapa-buraco no bairro Rio do Meio, em específico nas ruas Santa Bárbara, Travessa Nossa Senhora de Lourdes e Antônio Gerônimo; o de Cal do Sesi (PTB) solicitando a volta da distribuição do sopão nos bairros; os da vereadora Cleice Rocha requerendo (PCdoB) pavimentação nas ruas João Undolfo da Silva, José Nunes, Lourival Martins, Marechal Castelo Branco e Vista Panorâmica.

 

A vereadora França (PP) solicitou de teve aprovada uma Moção de Aplausos para Eduardo Braga Filho e Ana Claudia Chianca Rodrigues Braga, considerando a importância das atividades empresariais e a necessidade de reconhecimento. Magno Gonçalo (PP) solicitou a realização de operação tapa-buraco no trecho entre a rua Gustavo Maciel Monteiro e a Engenheiro de Carvalho. O presidente Noquinha requereu a compra de uma bicicleta ergométrica para a sala de fisioterapia da policlínica Benjamim Maranhão. 

 

Além de todos os requerimentos da ordem do dia, que foram aprovados por unanimidade, os parlamentares ainda subiram à tribuna para solicitar Voto de Pesar coletivo pelo falecimento da cantora Luzinete; desmembramento dos postos de PSF Imaculada I e III; tapa buraco em ruas da cidade; atenção para a importância dos exames de detecção para o câncer de próstata e também para os cuidados relacionados à Covid-19, que vem aumentando o número de casos.

 

 

Assessoria

Maryjane Costa


Mais Lidas