Sessão Solene promove entrega de título de cidadão e medalha Assis Chateaubriand para o Capitão Handerson

por Maryjane Costa | Publicado em 22/03/2022 às 13:00

Sessão Solene promove entrega de título de cidadão e medalha Assis Chateaubriand para o Capitão Handerson

No final da manhã desta terça-feira (22), a Câmara Municipal de Bayeux realizou uma Sessão Solene para a entrega do Título de Cidadão Honorário e Benemérito de Bayeux e da medalha Assis Chateaubriand para o Capitão George Handerson da Silva, como reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à comunidade bayeuxense. A mesa da solenidade foi composta, além do Capitão, pelo presidente da Casa, o vereador Noquinha (PTC), pela vereadora Dani Dantas (Cidadania), a juíza de Diretito da Comarca de Bayeux, Conceição de Lourdes Marsicano de Brito, e pelo padre José de Arimateia Vieira da Costa.


Após a composição da mesa, o presidente Noquinha convidou todos os presentes a se colocarem de pé para a execução do Hino Nacional Brasileiro e do Hino Oficial de Bayeux. Dando continuidade à solenidade foram entregues os Votos de Aplausos aos policiais militares 3º Sargento Marlim Brange Luiz e Silva e 3º Sargento Gilmário Casado de Oliveira, componentes da Guarnição Policial, pelo excelente serviço que vêm prestando à população. Os dois agradeceram a homenagem e informaram estar bastante felizes pelo reconhecimento do trabalho feito em Bayeux.


Após a entrega dos Votos de Aplauso, Noquinha chamou o Capitão Handerson que, sob aplausos, compareceu ao Plenário Vicente Pereira para receber a Medalha e o Título de Cidadão Bayeuxense. "Agradeço a cada um dos vereadores por ter concedido esse título de forma unânime. Agradeço a todos vocês por poder, agora, dizer "meus conterrâneos". A boa reputação vale mais do que grandes riquezas e hoje eu sinto a representação simbólica da admiração de cada um de vocês. Aonde eu estiver, tentarei fazer o melhor, porque o grande lema do homem é ser melhor do que ontem", disse o Capitão na tribuna e finalizou com uma saudação militar.


Em sua fala, a juíza Conceição ressaltou o quão difícil deve ser a missão de ser um policial e disse que o Capitão pode continuar contando com o judiciário. "Tenho a habilidade de reconhecer méritos, reconhecer pessoas, e sei reconhecer o trabalho do Capitão. Nesses anos que estou junto a Handerson aprendi a respeitar seu trabalho, a sua competência, sua honra e isso aqui é uma forma de reconhecimento. Esse é um justo título. O senhor pode continuar contando com o judiciário. Deus tem honrado o senhor, sua família e que continue assim", falou.


Já o pastor Arimatea Vieira da Costa saudou todos os presentes e contou estar tomado por sentimento de alegria e emoção. "Digo ao Capitão e demais homenageados que receber uma homenagem dessa importância é algo extraordinário e gratificante para qualquer pessoa. A minha presença nesta corte é nada mais nada menos para parabenizar o meu estimado amigo e compadre, George Handerson, que está recebendo desta Casa essa honrosa honraria pelos seus relevantes serviços prestados. Meus parabéns, amigo. Que Deus siga o abençoando", finalizou Arimatea.


O vereador Betinho da RS (PDT) também subiu à tribuna para prestar sua homenagem e destacar o grande trabalho que o capitão vem fazendo na cidade. "Nossa amada Bayeux precisa de homens assim, como o senhor, que lutem por uma sociedade melhor. Esta Casa está muito feliz porque hoje podemos falar que alguém que fez tanto por nós pode ser chamado de bayeuxense", ressaltou. O título de Cidadão Bayeuxense para o Capitão é advindo de um projeto de autoria do vereador Noquinha e aprovado por unanimidade na Casa. Já a medalha veio de um pedido de autoria do ex-vereador Jefferson Kita.



Maryjane Costa 

Assessoria


Mais Lidas